segunda-feira, 6 de agosto de 2007

tempos de agora

agora ele só vai ler se quiser. e falar se quiser. agora agosto dói na gente. e em mim, mais que em qualquer um. agora a gente senta e espera. espera que chega e passa os quatro dias praquilo, as quinze semanas praquilo outro, os muitos minutos pra nem-te-conto-o-quê. agora eu não sei mais se quero, eu não sei mais se espero. mas quero. agora é hora de ir dormir.

3 comentários:

Aline disse...

uau! 0o

estava esperando vc postar de novo :)
entro todo dia, e sempre vale a pena.

:*

nana disse...

é..

gAlan disse...

._.