terça-feira, 17 de abril de 2007

azul laranja e cinza

eu tô mesmo é cansada sem saber porque. a minha incapacidade me incomoda. aliás, no plural, as minhas incapacidades. eu detesto uns verbos. tenho horror ao pretérito das coisas que eu não conclui e que acabaram sem que eu pudesse mudar, sem mover uma palha. eu deixo de acreditar nas coisas que eu prego, mas por uns instantes. logo tudo volta pro gerúndio. eu me confundo nos meus próprios ideais, mas que porra de ideais são esses que eu vivo lutanto contra?! ideologismo, que nada! quê que eu quero afinal, eu já não sei. sei que eu quero acreditar nas coisas e aprender alguma coisa e ouvir meus próprios conselhos sobre coisa nenhuma. eu quero um mundo de coisas, mas eu não quero nem uma beiradinha do mundo.
eu quero absorver.

Um comentário:

nana disse...

deborah deborah deborah
putz!